Sunaeske

Resumo da 5ª Sessão de Sunaeske, 17/12/14

Jogadores Pj’s: Anderson como Devin, Anathalia como Akila. Demais pj’s como NPC’s.

História:

Caminhando pela estrada mais à frente para procurar possíveis obstáculos, ainda perto do rio, Bruce acaba encontrando uma velha “amiga” – uma jovem moça chamada de Akila, que não demorou muito a reconhecê-lo. Após uma breve conversa sobre o – brevíssimo de uma noite – passado entre os dois, Akila decide acompanha-lo e seus companheiros até o norte.
Enquanto isso, Devin e o Enek – bem como Cassandra, que cuidava dos ferimentos dos dois – ainda estavam naquela taverna, o Elfo já se queixando que Bruce os abandonara, devido ao seu sumiço. Para fugir das reclamações dele, quase curado, Devin decide voltar ao seu trabalho cotidiano – tocar seu alaúde e ganhar algum dinheiro, o que faz com a sua maestria de sempre, quando de repente chega Bruce – que canta junto assim que vê que seu amigo quem tocava – com Akila nos calcanhares.
Apresentações feitas, todos os três foram ver como Enek estava, e foi aí que Akila arregalou os olhos – afinal, Elfos de Pathfaen Taurwen estavam praticamente extintos há mais de 25 anos! Porém suas expectativas em ver o nobre Elfo falar coisas bonitas foram imediatamente quebradas pela grosseria do mesmo, intrigando a nobre jovem.
Ao se ver capaz de andar, Enek decidiu que todos deveriam imediatamente partir, mas todos os outros, apiedados pela situação de Cassandra – que não dormia direito há dois dias por estar cuidando dos dois inválidos – venceu a discussão com a maioria (Bruce) decidindo ficar para deixar a pobre garota dormir um pouco. Chateado, o Elfo volta a dormir, obrigando a mesma garota procurar outro quarto para passar a noite. E coincidentemente, Akila acabou pegando o quarto EXATAMENTE ao lado do Elfo, mas ela não pareceu se importar, pois tinha outros planos para a noite.
Depois dessa pequena confusão, os outros dois rapazes iriam procurar algum público para se apresentar, porém acabaram se esquecendo de que a vila inteira dormia cedo, inclusive a taverna. Então acabaram ambos tomando vinho e esperando o sono chegar para ir dormir.
Enquanto ambos quase se embebedavam de tanto esperar, Akila saíra da taverna de mansinho para praticar o que fazia de melhor: roubar. Ao saber que era uma vila muito pequena, resolveu ir para o pomar e simplesmente pegar algumas frutas “emprestado”, só que na fuga, um passo em falso alertou o ganso da casa, e consequentemente o dono dele e do pomar. Após uma negociação altamente fanservice-apelativa da jovem, o pobre fazendeiro acabou deixando ela levar as frutas por uma mísera moeda de prata (maldito 19 no dado contra 1), e volta para a taverna, encontrando Bruce ainda bebericando o último copo da garrafa de vinho (o bardo subira assim que terminara o seu), o que, pelo contexto, parecia até que ele estava esperando ela. Então ambos vão para seus respectivos quartos.
Enfim, no dia seguinte o Elfo acorda mais cedo que todo mundo e não espera cinco minutos, bate à porta de todos e então desce para aprontar o cavalo. Acordados, todos resolvem se aprontar – higienicamente – para mais uma semana de viagem, e por increça que parível, Akila conseguiu convencer o Elfo a tomar banho e se arrumar, bem como o ensinou a cuidar do pobre cavalo que ele comprou há três semanas. O cavalo ficou tão agradecido que quase abraçou a sua nobre nova amiga, e ainda convenceu o Elfo a dar-lhe uma carona, mas apenas até o lado de fora da cidade, pelo favor de ter cuidado do cavalo.
Devin lembra ao grupo de que estão sem ração de viagem e todos – exceto Akila e Enek, que insistira em sair logo, e outra, por motivos interpessoais – vão comprar comida pra a etapa final da jornada até Kaligos, a cidade do norte.
O elfo volta sozinho com o cavalo alguns minutos depois, indo pegar sua própria ração, e reclamando da voz doce e irritantemente persuasiva daquela humana, disparando assim que termina de pegar suas coisas, e no final deixando todo mundo mais uma vez incrivelmente putos com ele.
Mas, não pode-se reclamar daquele chato. Elfo.

Contagem de XIS-Pê!
Interpretação: 120 xp (muito bom pessoal! 3)
Nível de Risos (6 piadas sem-graça~10 crise de riso) = 9,0 (estréia bem-sucedida! _) = 100 xp

(Melhores) Frases do dia:

“Elfo” – a piada interna máster (prêmio dor-de-barriga pela frase mais escrota do dia)

“Minha mulher vai me matar” o camponês cujas frutas foram roubadas por uma mísera moeda de prata.

“Tu não vai atar de novo esse decote não?” Anderson perguntando em Off sobre a Ladina.
“Vou não, eu gosto assim, e tá calor” Anathalia em resposta.

“Pobre mulher, vai dormir do lado do quarto do elfo” pensamento de Devin ao ver o número da chave que Akila pegou.

“Ainda bem,o ronco parou, ele deve ter morrido" pensamento de Akila ao ouvir o Elfo acordar (e parar de roncar como consequência)

“Porra mulher, eu só queria beber meu vinho em paz” Bruce para Akila, interpretado por Anderson antes da mestra.

“Isso vai virar DR” Anderson em seus devaneios depois da frase acima.

“Lavou as orelhas? Penteou os cabelos? Cortou as unhas? " Akila tirando onda com Enek ao ver que ele tomou banho.
“Você não é a minha mãe!” Um raivoso Enek em resposta.

“Esquece essa história de pêras, por favor!” Devin e seu trauma com pomares.
“Mas são pêras! Cassandra em resposta.

“Eu acho que o feitiço acabou” – Devin para Bruce quando viu o Enek voltar com raiva para buscar o resto do grupo.
“Eu odeio muído de mulher” Resmungo de Enek ao chegar junto dos dois.

“Quem quer dar um soco na cara do elfo?” Bruce perguntando, e todos levantam a mão.

Comments

AnerolSevla

I'm sorry, but we no longer support this web browser. Please upgrade your browser or install Chrome or Firefox to enjoy the full functionality of this site.